IGM Arcade – Nova Plataforma Para Jogar e Disponibilizar Indie Games

Vinculado ao Indie Game Magazine, serviço permite o upload de projetos de games independentes, mediante inscrição gratuita - Por Kao Tokio

Indie Game Magazine é um site referencial para os interessados em jogos independentes. Criado no final de 2008, o canal ganhou destaque pelos reviews de games como World of Goo e Braid, entre outros famosos, e oferece, desde 2012, o IGM Arcade, espaço para desenvolvedores disponibilizarem seus games e, da mesma forma, para os jogadores poderem avaliar os trabalhos online.

IGM Arcade GamesEm nota lançada no final do ano passado, no próprio IGM, o site divulgou estar aberto a novas submissões de jogos independentes, afirmando oferecer aos desenvolvedores “a oportunidade de apresentar os seus jogos para o Arcade e acessar uma grande base de audiência pré-existente”, bem como “oferecer aos nossos leitores um lugar para testar os mais recentes títulos indie e apresentar um feedback diretamente para os desenvolvedores, através de comentários diretos” no fórum do serviço.

Para submeter os trabalhos, o site enfatiza aceitar projetos somente nas plataformas Flash e Unity 3D e informa a necessidade criar um cadastro no Indie Arcade account, com o fornecimento de nome, descrição do jogo, instruções para jogar, dados sobre o tipo de jogo (gênero), tags que facilitem a identificação e uma imagem com 100×100 pixels de tamanho.

Um dado curioso é revelado no comunicado, que afirma que a submissão é gratuita, com a inclusão do alerta ‘don’t worry‘. Este detalhe não é casual, visto que a Indie Game Mag passa por um momento particularmente delicado, com o desgaste gerado pela recente decisão de cobrar uma taxa de US$ 50 para a produção dos reviews que ergueram o nome do projeto. O site sofreu duras críticas, como o texto de Chris Priestman, um dos antigos colaboradores da revista e até uma resposta de Mike Gnade, fundador original da IGM, que não acusa Chris Newton, o atual proprietário do canal (e idealizador da cobrança), afirmando que, pela prática, [o desenvolvedor] está pagando por um serviço, não por uma crítica positiva”. Mike sentencia ainda que sente a necessidade de pedir desculpas por alguma coisa. “Eu não tenho certeza por que, exatamente, mas por favor, saiba que eu sinto muito”, ressalta.

Sam Adonis, staff da atual estrutura do IGM reforça o convite para o envio de projetos e coloca-se a disposição para informações adicionais através do email sadonis@indiegamemag.com. “Eu mal posso esperar para este arcade pronto e cheio de submissões da comunidade!”, afirmou na nota.

Este artigo é uma atualização do texto original criado para o blog GameStorming, em 2013.

Sobre Kao Tokio
Editor de conteúdo do site Play'n'Biz - Pesquisador de novas mídias e entretenimento digital como linguagem e expressão da cultura contemporânea

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*



*