Antes de Space Invaders, Tomohiro Nishikado criou Speed Race, outro Clássico de 40 anos

Primeiro arcade japonês a ingressar nos Estados Unidos, Speed Race antecipava tendências vistas em inúmeros jogos de corrida posteriores, de Haighway a Grand Theft Auto - Por Kao Tokio

Tomohiro Nishikado é uma daquelas personalidades cheias de méritos no universo dos games, mas reconhecido por somente seu principal sucesso: Space Invaders, lançado pela Taito, em 1978. Antes da fama, porém, Nishikado já acumulava produções com ótima receptividade junto ao público jovem, totalizando ao menos 10 arcades criados, como Gun Fight, de 1975, e Speed Race, que acaba de completar 40 anos, e apareceu antecipando muitas tendências encontradas ainda hoje nos videogames.

Tomohiro Nishikado

Tomohiro Nishikado

O game apresentava muitas inovações, como imagens em sprites, em uma época em que a maioria dos games ainda explorava o design espartano de Pong, scrolling vertical, que criava a sensação de disputas em alta velocidade durante a partida, detecção de colisões, com a apresentação de animações de batidas na tela e um contador de pontuações dinâmico, que apontava a distância percorrida pelo jogador.

Não fosse isso o bastante, o arcade oferecia a imersão no jogo por meio do controle do veículo com um volante de carro extremamente realista, que transformava a experiência de botões controladores de Pong em brincadeira de criança, além de um acelerador, marcha, velocímetro, e tacômetro no display. O jogo ainda ostenta o título de primeiro jogo a apresentar diferentes níveis de dificuldade, com a opção “Corrida para Principiantes” e “Corrida para Jogador Avançado”. Lançado na América do Norte, através da Midway com os títulos “Racer” e “Wheels”, o arcade vendeu mais de 7.000 cópias em todo o país, abrindo caminho para outros jogos japonesas no mercado norte-americano.

speed raceEm entrevista ao USA Today, em maio de 2009, Nishikado afirmou que realmente adorou “criar e jogar Speed ​​Race, por sua emocionante sensação de velocidade. Eu acredito que foi realmente o primeiro jogo de corrida em arcade, e, possivelmente, o primeiro jogo japonês na América”.

O livro Vintage games: an insider look at the history of Grand Theft Auto, Super Mario, and the most influential games of all time, de Bill Loguidice & Matt Barton (2009), atesta que o arcade de Nishikado ainda foi fundamental para o desenvolvimento de outros projetos de jogos de corrida: “Definitivamente podemos ver sua em Highway, de 1975, da Atari, o primeiro videogame de corrida a contar com um gabinete com assento, como nos velhos [brinquedos] eletromecânicos. Vale mencionar ainda Death Race, da Exidy (1976), jogo top-down que suscitou alguma controvérsia por sua jogabilidade que consistia em atropelar pessoas (mais tarde chamados de “Gremlins”) para ganhar pontos. Um jogo de outra forma totalmente esquecível, Death Race atraiu a atenção dos meios de comunicação de massa, e a controvérsia resultante marcou a imagem da incipiente indústria de arcades. Essa histeria ainda está conosco hoje, como qualquer fã de Grand Theft Auto pode facilmente confirmar”. (p.197/198)

Não restam dúvidas. Retrogame é Cultura!

Sobre Kao Tokio
Editor de conteúdo do site Play'n'Biz - Pesquisador de novas mídias e entretenimento digital como linguagem e expressão da cultura contemporânea

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*



*