Inspirado em Super Meat Boy, Face It, da Tlön Studio, vai ao Kickstarter e Greenlight com jornada contra seus demônios interiores

Produzido em Bauru, SP, com equipe de apenas dois desenvolvedores, Face It apresenta mecânicas clássicas de jogos de plataforma e se propõe uma reflexão sobre vencer os próprios temores, avançando por ambientes desafiadores - Por Kao Tokio

A Tlön Studio, sediada em Bauru, São Paulo, está levando sua nova produção para financiamento coletivo via Kickstarter e para aprovação pública na loja virtual Steam, do sistema Greenlight, da Valve, com Face It, game que resgata as mecânicas clássicas dos jogos de plataforma e propõe uma jornada obscura para vencer nossos demônios interiores.

Caio e Emanuel, da Tlön Studio

Caio e Emanuel, da Tlön Studio

O jogo, que foi criado inicialmente como um projeto de Game Jam, evoluiu de sua proposta original e ganhou novas artes e maior profundidade psicológica, como explicaram ao Play’n’Biz Caio Ribeiro Chagas e Emanuel Tavares, hoje respectivamente Diretor Criativo/Game Designer e Diretor Técnico/Programador, do estúdio. “A diferença mais visível está nos gráficos. As mecânicas são essencialmente as mesmas”, afirmou Caio Chagas. “Se você jogar o protótipo feito na Jam, você vai ver que o essencial já estava lá, embora não soubéssemos o porquê daquilo existir. Fomos descobrindo do quê o jogo realmente se tratava e as mudanças refletem essa descoberta”.

O jogo apresenta uma atmosfera sombria pela busca por autoconhecimento e superação pessoal em uma dinâmica onde cada mundo representa um aspecto da consciência humana, como medo ou culpa. Ao passar uma fase, o jogador encontra símbolos e sigilos mágicos, que representam novos estados de espírito, como fé, vontade e verdade. Para Emanuel, essa mescla de gameplay e estados psicológicos dá a tônica do novo projeto. “Hoje há dois caminhos muito claros para se cativar o interesse de um jogador. Ou você segue o caminho da inovação tecnológica ou você vai pela inovação no gameplay. Nós decidimos seguir pelo segundo. Seguimos uma proposta diferente, misturando magia prática e psicologia com as mecânicas do nosso jogo, convidando o jogador para não apenas jogar, mas também lidar com seus problemas pessoais através do Face It”, explicou.

Face It LogoA condução segue o princípio das mecânicas clássicas dos jogos de plataforma e seu diferencial reside, como creem seus produtores, no caráter emocional da proposta. “Mecânicas clássicas de plataforma e jogos de ação como correr, pular, mirar, calcular timing, usar o espaço como vantagem contra o inimigo, etc etc… combinadas com dinâmicas de jogo de sobrevivência: poucos recursos, chance elevada de errar, sequencias propositadamente frustrantes de tentativa e erro… tudo isso acaba por impelir o jogador a atravessar estados mentais que, no mundo físico, a maioria do seres humanos se recusa a assimilar”, comentou Caio. “Uma das principais inspirações do Face It é o Super Meat Boy. Quando você completa uma fase em um tempo determinado em SMB, você desbloqueia uma versão mais difícil daquela mesma fase. O Face It tem uma proposta semelhante”, detalhou Emanuel. “Há 10 fases disponíveis: metade delas são normais, desbloqueadas à medida que você completa a anterior. Para cada fase normal, há uma equivalente dark que só pode ser acessada se você coletar um conjunto de letras na fase normal. Essas fases dark são bem mais difíceis que as fases normais, além de contarem com trilha sonora diferenciada”, continuou.

Face It GameplayA Tlön Studios, estúdio independente sediado em Bauru, no interior de São Paulo, procura, com o projeto, manter-se como empreendimento economicamente viável no difícil cenário nacional de desenvolvimento de jogos. “Em games se trabalha com empreitada”, informou Caio, explicando o modelo de produção desse meio. “Assim que o jogo fica pronto, a empreitada acabou e fica pra empresa pagadora de impostas descobrir o que fazer com a mão de obra. Mesmo na grande indústria estadunidense, essa realidade acarreta demissões em massa e fechamento de estúdios, mesmo quando os jogos são bem sucedidos. Acredito que um modelo viável é o que se pratica na indústria de cinema, onde os profissionais e empresas especializadas são contratados especificamente pra trabalhar num projeto, e a relação comercial dura enquanto o projeto durar”. Sistemas como Greenlight e Kickstarter, portanto, podem ser o caminho para a manutenção e continuidade destas empreitadas.

A campanha para a arrecadação de US$ 5 mil já está no ar na página do Kickstarter, em https://www.kickstarter.com/projects/tlonstudios/face-it-a-survival-game-to-fight-inner-demons, e o projeto já pode receber seu voto de confiança no Greenlight, em http://steamcommunity.com/sharedfiles/filedetails/?id=402960766. Vale conferir.

Sobre Kao Tokio
Editor de conteúdo do site Play'n'Biz - Pesquisador de novas mídias e entretenimento digital como linguagem e expressão da cultura contemporânea

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*



*